Taxas de previdência privada: quais são e quando pagá-las

Home / Taxas de previdência privada: quais são e quando pagá-las

Investir em previdência privada pode garantir maior tranquilidade quando o assunto é aposentadoria. No Brasil, segundo a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), o mercado de previdência privada captou R$ 90 bilhões em 2019. Mas é necessário compreender quais taxas estão envolvidas na hora de contratar um plano de previdência privada.

Para aderir à previdência privada, você precisa saber que existem duas modalidades de planos de previdência: Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL).

O Plano PGBL consegue reduzir até 12% da renda tributável ao ano da base de cálculo do Imposto de Renda. E o Plano VGBL é o mais indicado para pessoas isentas ou que fazem declaração simplificada do Imposto de Renda (IR).

Entre os vários investimentos de longo prazo, as modalidades de previdência privada são mais vantajosas. Agora que você já viu os planos de previdência, precisa entender sobre as taxas cobradas por esse serviço. Vamos explicar nesse post.

Quais são as taxas da previdência privada

Como você já viu anteriormente, existe o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Plano Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). Ambos exercem a cobrança da taxa de administração, cobrada anualmente sobre o valor total do patrimônio aplicado, e que fica entre 1,5% a 2%.

Também é arrecadada a taxa de carregamento, que é usada para cobrir custos de administração e corretagem. O percentual dessa taxa costuma ficar entre 3 a 5% do valor depositado mensalmente. É importante ressaltar que o BTG Pactual digital é uma opção que não cobra taxa de carregamento.

Como são cobradas as taxas da previdência privada

As taxas de previdência privada podem ser cobradas em diferentes momentos, como no caso da taxa de carregamento.

No momento em que o investidor faz uma aplicação, a taxa de carregamento é debitada sobre o valor investido. Além disso, a taxa pode ser cobrada na entrada do plano, ainda que não tenha sido realizado investimento. 

Importante ressaltar que alguns planos já possuem o percentual que será debitado e existem bancos que definem a cobrança estipulando uma faixa de investimento. Se o investidor decidir deixar o plano, uma taxa de carregamento também pode ser cobrada, considerando a vigência vitalícia do plano de previdência.

No momento de resgatar os recursos, seja para sacar em sua totalidade ou de maneira parcelada, o investidor paga uma tributação – é a taxa de saída. Ao contratar o plano, as alternativas disponíveis são a tabela progressiva ou a tabela regressiva.

Na tabela progressiva, as alíquotas são definidas com base na renda total, incluindo outras fontes de aposentadoria ou ganhos relacionados ao aluguel de imóveis. Já a tabela regressiva busca estimular a manutenção das aplicações a longo prazo. Nessa opção, a tributação diminui de acordo com o tempo que o investimento for mantido. 

O que observar na hora de pagar as taxas da previdência privada

Separamos, a seguir, alguns critérios que devem ser observados na hora de pagar as taxas da previdência privada; são eles:

– Comparar a taxa de carregamento e a taxa de administração;

– Estar atento ao percentual aplicado;

– Prestar atenção na forma de cobrança de impostos, tabela progressiva ou regressiva;

– Observar o regime tributário previsto no contrato.

É possível pagar poucas taxas e ter melhor rendimento?

É importante considerar que o valor pode ser alterado dependendo da instituição financeira escolhida. Como já mencionado, o BTG Pactual digital é uma opção que não cobra taxa de carregamento. Além disso, você precisa entender que o investimento em previdência privada é um investimento a longo prazo. Com menos de R$ 100 por mês é possível abrir uma previdência privada e garantir uma aposentadoria tranquila ou mesmo criar uma reserva econômica.

Dúvidas sobre previdência? Acesse o site Sua Previdência e fique bem informado!

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.