Sistema de capitalização: vale a pena investir?

Home / Sistema de capitalização: vale a pena investir?

Sistema de capitalização

O sistema de capitalização é uma alternativa de previdência à atual Previdência Social. Essa proposta criada pelo governo federal tem como principal objetivo diminuir o rombo da Previdência Social, que vem aumentando ano a ano. Para ter ideia, dados divulgados pelo jornal Folha de S.Paulo no início de 2020 mostram que o rombo nas contas da previdência chegou a R$ 318, 4 bilhões em 2019, déficit que está 10% acima do número registrado no ano anterior.

No atual sistema, os trabalhadores ativos pagam os benefícios de aposentadoria dos trabalhadores inativos, ou seja, dos aposentados. Como o número de ativos vem diminuindo ano a ano e o de inativos aumentando, o sistema de capitalização foi a alternativa encontrada pelo Ministério da Economia para fazer com que as contas fechem.

Neste artigo vamos explicar como funciona o sistema de capitalização, quais os seus benefícios, os riscos e se realmente vale a pena investir nele. Acompanhe!

Como o sistema de capitalização funciona?

O modelo de previdência atual tem como base a repartição. Ou seja, as pessoas que estão trabalhando atualmente contribuem para a Previdência Social. Todo o dinheiro arrecadado é mantido em uma única conta e distribuído entre os aposentados que recebem o benefício do INSS (Instituto Nacional de Serviço Social).

Entretanto, como a população vem envelhecendo, tem ficado cada vez mais difícil fechar as contas da previdência social. Isso significa que o número de trabalhadores ativos é menor do que o de trabalhadores inativos. Isso gera um déficit da previdência e faz com que o governo tenha que tirar o dinheiro destinado a outras áreas para cobrir os benefícios de todos os aposentados.

Pensando em resolver esse problema, a reforma da previdência propõe que seja utilizado o sistema de capitalização. Nesse sistema, diferentemente do modelo atual, os trabalhadores ativos continuariam fazendo a contribuição social, entretanto ela ficaria em uma conta individual. Desta forma, quando você se aposentar, receberá o dinheiro referente à sua contribuição ao longo da vida.

Quais os benefícios?

O sistema de capitalização oferece muitos benefícios em comparação com o sistema atualmente utilizado pela previdência social. Falaremos deles a seguir sobre alguns dos principais benefícios:

Extrato

O primeiro dos benefícios oferecidos por este sistema é justamente a possibilidade de você conseguir tirar um extrato do total do valor que você já contribuiu até o momento. Isso permite que você se programe melhor para a sua aposentadoria, uma vez que será possível perceber se o valor que você terá para se aposentar será ou não suficiente para manter o mesmo padrão de vida que tem atualmente.

Salário mínimo garantido

O modelo do sistema de capitalização tem sido duramente criticado porque uma medida semelhante foi adotada pelo Chile, com o agravante de que o governo chileno não garantiu o salário mínimo para os seus contribuintes.

No Brasil a ideia é garantir pelo menos o salário mínimo para todos os contribuintes quando eles se aposentarem, seja pelo sistema atual, pelo modelo de transição ou no futuro. Esse modelo é semelhante ao que é praticado em outros países pelo mundo, como a Itália.

Incentivo ao crédito

As contas individuais do sistema de capitalização serão administradas por instituições privadas, como os grandes bancos. Portanto, esse dinheiro poderia ser utilizado por essas instituições para oferecer crédito tanto para pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas. Além disso, a longo prazo esse incentivo ao crédito poderia resultar no impulsionamento da economia, com aumento do número de empregos e da renda da população.

Quais são os riscos?

Entre os riscos apontados para este novo sistema estão questões que envolvem a sua implantação e a sua manutenção. Confira a seguir alguns dos principais riscos envolvidos no sistema de capitalização.

Custo de implantação

Por melhor que seja a ideia por trás do sistema de capitalização, é impossível simplesmente mudar o sistema de previdência de um país da noite para o dia. É preciso que haja um período de transição e um plano concreto para que ela seja feita da melhor forma possível.

Nesse sentido, a proposta do governo foi justamente criar uma espécie de modelo misto. E como ele funciona na prática? De forma simples, no modelo de transição o trabalhador terá uma conta bancária semelhante a uma conta virtual, em que o valor de contribuição será virtualmente depositado todos os meses.

Entretanto, como ele só vai precisar desse dinheiro quando se aposentar, o dinheiro poderia ser utilizado para pagar as aposentadorias. E quando o trabalhador se aposentar, ele receberá o dinheiro que está na sua conta do sistema de capitalização.

Impossibilidade de garantir o salário mínimo

Por mais que o governo se esforce em dizer que todos os trabalhadores irão receber pelo menos um salário mínimo quando se aposentarem, caso isso não aconteça, o impacto poderá ser grande para diversas famílias.

Atualmente, o trabalhador consegue se aposentar com uma idade mínima, desde que tenha contribuído com a previdência social por um período determinado em lei. Assim, esse trabalhador vai receber pelo menos um salário mínimo todos os meses.

No sistema de capitalização isso não fica muito claro, já que muitas pessoas têm trabalhos informais e não conseguem poupar. Isso afetaria diretamente as suas contas de aposentadoria e a sua aposentadoria no futuro.

Vale a pena investir no sistema de capitalização?

Se o modelo for desenvolvido de maneira correta, certamente o sistema de capitalização é um investimento que vale a pena. Afinal de contas, a forma como os benefícios são pagos atualmente está insustentável e o governo já tem um rombo significativo nas contas por conta disso.

Por isso, o melhor a fazer nesse momento é ter a sua reserva particular e não depender do governo para ter uma aposentadoria. Ainda, é sempre importante lembrar que planejar a aposentadoria é algo que deve ser iniciado quando o trabalhador começa a sua vida ativa, até antes, se possível. Afinal de contas, nesse período ele terá mais tempo para começar a poupar e ter uma boa reserva para quando parar de trabalhar.

Fique de olho nas novidades do site Sua Previdência Privada e saiba a melhor forma de montar a sua previdência e como garantir uma aposentadoria tranquila.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.