Saldo do Santander Previdência: como consultar e como resgatar

Home / Saldo do Santander Previdência: como consultar e como resgatar

taxa de carregamento no Santander Previdência

Quer consultar o saldo do Santander Previdência para saber quanto o seu investimento já rendeu? O passo a passo é bem simples, rápido e pode ser feito no aplicativo do banco.

Mas se o seu objetivo é resgatar o dinheiro, aí é necessário um pouquinho mais de tempo e planejamento.

Essa etapa inclui avaliar a incidência do Imposto de Renda e considerar se é o momento certo para fazer o resgate do saldo do Santander Previdência sem prejudicar a rentabilidade do investimento.

Quer saber como colocar o planejamento em prática e cuidar da sua previdência privada sem erros? Então, continue com a leitura.

Como consultar o saldo do Santander Previdência

A consulta ao saldo do Santander Previdência é simples, e pode ser feita no aplicativo do banco. Veja o passo a passo:

1. Baixe o app do Santander

Primeiro, você precisa baixar o aplicativo do Santander Brasil na loja de apps do seu smartphone. Em seguida, é necessário fazer login com o CPF e a senha do internet banking, para ter acesso às informações da conta.

2. Clique na seção de investimentos

Ao entrar no app, clique no menu no canto superior da tela. Selecione a opção “Investimentos” e depois “Meus Investimentos”.

3. Consulte o saldo

Nesse ponto, você já terá acesso a todos os investimentos que realiza pelo banco. Aí, é só conferir o saldo do Santander Previdência.

Quando é possível resgatar o saldo do Santander Previdência?

O resgate do saldo do Santander Previdência pode ser feito a partir do prazo de carência de 60 dias. Não é possível realizar resgates sem respeitar esse intervalo entre cada um. Vale lembrar que, ao optar pelo resgate do valor total, você é automaticamente desligado do plano.

Porém, mesmo observando o prazo de carência, retirar o dinheiro no curto prazo não é uma opção interessante na previdência privada. Afinal, previdência privada é um investimento de longo prazo.

Se você faz resgates em um período curto, a rentabilidade é afetada, uma vez que incidem taxas e alíquotas maiores de Imposto de Renda. Logo, antes de fazer o resgate do saldo do Santander Previdência, é preciso fazer um planejamento e identificar se é realmente o melhor momento para retirar o dinheiro do fundo.

Como planejar o resgate do saldo do Santander Previdência

Para resgatar o saldo do Santander Previdência, você não pode deixar de lado o planejamento. Nos tópicos abaixo, confira as dicas para fazer isso com sucesso:

1. Avalie a cobrança do Imposto de Renda

Um fator essencial a ser observado é a cobrança de Imposto de Renda no resgate do saldo, que interfere na rentabilidade. A incidência dele varia conforme o plano de previdência que você utiliza e o regime de tributação. Então, vale a pena lembrar como funciona cada categoria.

Plano de previdência

Se você tem o plano PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), pode fazer restituição de IR de até 12% da renda bruta tributável. A alíquota segue o regime de tributação escolhido, e incide sobre o valor total do investimento: rendimento + capital.

Já o plano VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) não permite restituição. Mas a alíquota, nesse caso, incide apenas sobre os rendimentos do período.

Regime de tributação

A tributação da previdência privada pode ser regressiva ou progressiva. Se você escolheu o regime regressivo, a alíquota diminui de acordo com o período de aplicação. Ela é cobrada da seguinte forma:

  • Até 2 anos: 35%;
  • De 2 a 4 anos: 30%;
  • De 4 a 6 anos: 25%;
  • De 6 a 8 anos: 20%;
  • De 8 a 10 anos: 15%;
  • Acima de 10 anos: 10%.

Porém, se você optou pelo regime progressivo, o investimento é tributado na fonte à alíquota de 15%. Posteriormente, no momento do resgate, esse desconto sofre um ajuste de acordo com a tabela progressiva do IR. A alíquota varia conforme a renda, e vai de 0 a 27,5%.

2. Certifique-se de que é o momento ideal para fazer o resgate

Conforme mencionamos, a previdência privada é um investimento de longo prazo. Veja o modelo regressivo, por exemplo: a alíquota mais baixa é aquela cobrada em resgates a partir de 10 anos. Para não prejudicar a rentabilidade da aplicação, você precisa, então, avaliar se é de fato o momento certo para retirar o dinheiro.

3. Defina a forma de renda

Depois de calcular o Imposto de Renda e avaliar se é o momento ideal para resgatar o saldo do Santander Previdência, você deve escolher a forma de renda.

Ela pode ser renda mensal vitalícia, por prazo determinado, ou, ainda, um resgate único. Vale a pena considerar o uso que você fará do dinheiro. Se for para complementar a aposentadoria, por exemplo, a renda mensal é a escolha mais adequada.

E aí, compreendeu como consultar e resgatar o saldo do Santander Previdência? Coloque as dicas deste artigo em prática para não errar no processo. Se você gostou deste conteúdo, continue acompanhando nosso blog.

About Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *