Previdência privada ou ações: tire suas dúvidas para investir

Home / Previdência privada ou ações: tire suas dúvidas para investir

A previdência privada é uma forma de garantir uma renda extra após a aposentadoria. Trata-se de um fundo de investimento no qual o investidor realiza aportes mensais para, em um prazo estipulado, começar a receber um “salário” extra. O investidor também pode retirar o investimento todo de uma só vez para fazer o que bem entender com o dinheiro. Esses fundos de investimento podem também incluir ações, criando uma carteira equilibrada entre renda fixa e variável. Saiba melhor ao longo deste artigo.

O que é previdência privada

A previdência privada, também chamada de previdência complementar, é um fundo de investimento que serve não somente para a aposentadoria, mas para qualquer objetivo financeiro definido em longo prazo. 

A previdência privada pode ser aberta ou fechada. Ela é aberta quando é oferecida por um banco ou uma corretora para qualquer pessoa, e fechada quando oferecida aos colaboradores vinculados a uma empresa. Nesse caso, ela é também  chamada de fundos de pensão. 

A diferença entre a previdência privada aberta e a fechada é que na aberta você tem inúmeras opções de fundos a escolher e pode contar com bancos e corretoras, pesquisando também suas taxas administrativas. Já na fechada, você tem planos mais restritos, mas a empresa geralmente dá um aporte auxiliar mensal e as taxas administrativas são menores. Isso porque as seguradoras encarregadas de administrar esses fundos são organizações sem fins lucrativos. 

O que é o mercado de ações

O mercado de ações funciona como uma sociedade, na qual cada acionista é proprietário de uma pequena parte da empresa. Se essa empresa crescer, seus rendimentos crescem; ao contrário, seus rendimentos caem. Existem muitas formas de se aplicar em ações. É possível, por exemplo, possuir ações e alugá-las por um determinado tempo, investir no mercado de opções ou em ETFs, que são fundos que acompanham índices do mercado de capitais, operar vendido, entre muitas outras variedades de investimentos.

Principais diferenças entre previdência privada e o mercado de ações

Como já abordamos, a previdência privada é um investimento de longo prazo. As ações geralmente também são – embora investidores mais audaciosos se arrisquem em operações de day trade, por exemplo. 

A previdência privada pode ser composta de fundos de ações, ou seja, um investimento diversificado em um grande número de ações, equilibrando os riscos da carteira. Podem também se dividir entre investimentos de renda fixa e de renda variável. 

Vantagens de se ter previdência privada ou ações

Como já vimos, é possível investir em previdência privada e ações ao mesmo tempo. Uma carteira equilibrada é a melhor forma de se investir em previdência privada, realizando aportes mensais e tendo uma corretora para gerenciar essa carteira, realizando mudanças de tempos em tempos para manter um risco “calculado” e obter o melhor rendimento possível.

Dúvidas sobre previdência? Acesse www.suaprevidencia.com.br e fique bem informado!

About Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *