Previdência privada com seguro de vida: vale a pena investir?

Home / Previdência privada com seguro de vida: vale a pena investir?

Previdência privada com seguro de vida

Muitas pessoas enfrentam dificuldades na hora de decidir quais      investimentos devem realizar. É primordial levar em consideração os objetivos e vantagens de cada produto para encontrar a melhor opção para o seu tipo de perfil. Investir em previdência privada pode garantir maior tranquilidade quando o assunto é aposentadoria. Já o seguro de vida oferece proteção financeira em casos como falta precoce do segurado, invalidez acidental, doença grave.

A boa notícia é que você não precisa optar por apenas um dos produtos. É fundamental entender que a previdência privada e o seguro de vida apresentam muitas diferenças e, por esse motivo, um investimento complementa o outro. Dessa maneira, o melhor caminho é investir em previdência com seguro de vida.

O que é previdência privada

A previdência privada tem como principal objetivo economizar dinheiro para complementar a previdência do INSS. A finalidade é garantir uma renda maior quando a pessoa deixar de trabalhar. Para aderir à previdência privada, é necessário entender que existem duas modalidades de planos de previdência: Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL).

O PGBL é indicado para quem declara o imposto de renda pelo modelo completo, já o VGBL é para quem declara o imposto de renda pelo modelo simples. É importante entender que as taxas, custos e rendimento variam conforme o plano escolhido. (veja mais detalhes neste post)

Além dessa funcionalidade, a previdência privada também pode servir para deixar um auxílio financeiro aos seus familiares se algum problema ocorrer com você.

O que é seguro de vida

De maneira resumida, podemos dizer que o seguro de vida tem o objetivo de proteger a família do segurado em casos de morte ou invalidez. Sendo assim, o investidor nem sempre vai receber os recursos em vida, mas, sim, somente se tiver contratado coberturas que permitem essa opção.

É uma opção para quem não tem dependentes e quer se prevenir caso aconteça algum imprevisto. Como define o dicionário, “seguro” é sinônimo de “protegido, livre de perigo” ou “que não oferece perigo algum”. Então, investir no seguro de vida é uma boa opção para garantir proteção para o segurado e a sua família.

Outro ponto que devemos considerar é o direito à cobertura integral do segurado, mesmo não realizando o valor equivalente ao total do seguro. Por exemplo, se o valor da cobertura for 100 mil reais, o segurado não precisa quitar esse valor para ter direito a receber essa quantia em caso de sinistro.

Vale investir em previdência privada com seguro de vida?

No Brasil, segundo a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), o mercado de seguro de vida movimentou R$ 13 bilhões em 2019. Já o mercado de previdência privada captou R$ 90 bilhões no mesmo período. Como falamos no início do texto, você não precisa escolher entre previdência privada ou seguro de vida. É possível investir nas duas opções ao mesmo tempo. Por isso, listamos alguns motivos que justificam o investimento em previdência privada com seguro de vida, como:

– Garantir que os recursos investidos sejam utilizados pelos familiares sem a necessidade de inventário;

– Como o pagamento da indenização do seguro de vida está geralmente condicionado à ocorrência de um sinistro, com o plano de previdência privada o investimento também pode ser utilizado em vida;

– Com o seguro de vida, você pode garantir a proteção financeira para sua família;

– Com a previdência privada, você pode garantir um complemento à sua aposentadoria oficial (INSS);

– Tanto o seguro de vida quanto a previdência privada contam com benefícios tributários.

O ideal para possibilitar uma proteção familiar e ainda garantir uma renda maior quando parar de trabalhar seria optar pela previdência privada com seguro de vida. Uma consideração importante na hora de investir é entender qual o seu objetivo com a contratação dos produtos.

Se você deseja apenas aumentar a sua renda e complementar o valor da sua aposentadoria futuramente, a melhor opção seria contratar a previdência privada. Mas se o seu objetivo é proteger seus filhos, sua família, caso algum imprevisto acontecer com você, o melhor é optar pelo seguro de vida.

Três cuidados na hora de contratar uma previdência privada

Antes de optar pelo investimento em previdência privada, é preciso ter alguns cuidados:

– Procurar uma instituição financeira de sua confiança que ofereça o produto;

– Entender que as taxas, custos e rendimento variam conforme o plano escolhido;

– Os recursos investidos podem ser totalmente consumidos pelo participante em vida.

Esses devem ser alguns dos cuidados na escolha do investimento em previdência privada. Além disso, você deve ficar atento às diferentes formas de resgatar o dinheiro investido ao longo do tempo.

Três cuidados na hora de contratar um seguro de vida

Ao escolher o plano de seguro de vida, é necessário levar em consideração alguns pontos, como:

– O seguro de vida só paga a indenização em caso de sinistro;

– Entender os tipos de coberturas que o seguro oferece, além da indenização por morte, como aquelas que cobrem invalidez, doenças graves ou incapacidade temporária para o trabalho;

– Avaliar o valor a ser pago mensalmente pelo seguro de vida.

Dúvidas sobre Previdência? Acesse o site Sua Previdência e fique bem informado!

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.