Políticas de motivação: o que são e como implantar na sua empresa

Home / Políticas de motivação: o que são e como implantar na sua empresa

motivação

Propor políticas de motivação bem estruturadas faz toda a diferença nos resultados de uma equipe e dos negócios em geral. Vários estudos e pesquisas na área apontam que a produtividade está diretamente ligada ao quanto um colaborador se sente motivado.

Nesse sentido, vale destacar um estudo recente publicado na Harvard Business Review. De acordo com o documento, o home office proposto pelas empresas faz com que os empregados se sintam menos motivados.

Por isso, pensar em estratégias de motivação de equipes requer constantemente a atenção dos líderes de uma empresa. Vamos ver o que pode ser feito nesse sentido?

Políticas de motivação: o que são?

A motivação pode ser compreendida como o impulso mais ou menos constante que temos para realizar algo. Assim, se estamos motivados, tendemos a nos concentrar mais no que fazemos e, dessa forma, os resultados são melhores.

É por isso que tantas empresas investem tempo e recursos para entender o que faz com que seus colaboradores foquem mais no trabalho. Elas sabem que profissionais desmotivados não se empenham e, consequentemente, não geram tanto valor.

Em geral, a forma como as empresas buscam incentivar é definida pelas chamadas políticas de motivação. Mas para que elas servem exatamente?

Para que servem as políticas de motivação?

As políticas de motivação servem para orientar as pessoas em uma empresa sobre os resultados que elas terão ao performarem bem em suas funções. Seria como se a empresa dissesse: “Dê o seu melhor e, em troca, darei isso aqui a você”.

No entanto, a motivação não depende apenas do contexto externo, ou seja, do que a empresa oferece. Cada pessoa é motivada por coisas diferentes, por isso as organizações que realmente pretendem incentivar seus colaboradores precisam encontrar uma situação de equilíbrio.

3 políticas de motivação para sua empresa

Esse equilíbrio, por sua vez, consiste em definir políticas que atendam aos anseios da maioria. Elas precisam, ainda, ter mecanismos preventivos para evitar que a desmotivação surja e se instale.

Por isso, uma empresa que pretende manter colaboradores motivados pode utilizar algumas estratégias, como listamos a seguir.

1. Lazer e bem-estar

Embora não seja uma necessidade básica, o lazer é fundamental porque é uma espécie de parâmetro de qualidade de vida. As empresas de ponta sabem disso e desenvolvem políticas voltadas para estimular ambientes de trabalho que sejam produtivos e lúdicos ao mesmo tempo.

Nesse sentido, vale investir em salas de jogos e de descanso, para que os funcionários possam se distrair e relaxar nos momentos de folga.

2. Bônus e benefícios

A 28ª Pesquisa Anual de Benefícios Corporativos, feita pela Mercer Marsh, traz dados que revelam a evolução das empresas no âmbito da gestão de benefícios. Afinal, embora o salário seja muito importante, são os benefícios que acabam por atrair e reter os melhores profissionais.

Atentas a isso, de acordo com a pesquisa, as empresas têm aumentado os programas de coparticipação nos resultados, com 66% delas desenvolvendo políticas nesse sentido.

3. Previdência privada corporativa

Outra política que tem contribuído para aumentar a motivação e o envolvimento do colaborador com a empresa é oferecer planos de previdência privada. Segundo a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), isso já é feito por 26% das empresas brasileiras.

Ou seja, um quarto dos empregadores já percebeu que investir na previdência dos seus trabalhadores é um fator para atrair e, acima de tudo, mantê-los motivados com o trabalho.

Como implantar políticas de motivação: passo a passo

Por outro lado, o que fazer quando a empresa ainda não sabe por onde começar? Nesse caso, um bom início pode ser por meio dos passos abaixo.

1. Conheça a opinião dos funcionários

Ninguém se sente motivado quando a empresa oferece benefícios considerados de pouca utilidade ou insuficientes. Por isso, o primeiro passo é conhecer as pessoas que serão alvo das políticas de motivação.

2. Faça pesquisas

Além das conversas informais, uma boa forma de saber o que os colaboradores pensam é solicitar que participem de pesquisas de opinião, especialmente nas empresas de maior porte. Afinal, quanto mais dados houver sobre seus gostos e preferências, mais alinhada será a política com o que as pessoas almejam.

3. Crie um plano de carreira

Não se pode esperar equipes motivadas quando elas não sabem quais são os próximos passos da carreira e o que precisam fazer para alcançá-los. Para reduzir a insegurança nesse aspecto, vale apostar em um plano de carreira bem estruturado e claro.

4. Estabeleça regras

Quanto mais claras forem as regras para ter acesso aos benefícios oferecidos, maior será o engajamento. Vale também estipular níveis de acesso a essas vantagens conforme o tempo de casa, a idade, entre outros fatores.

5. Comunique-se

Por fim, mas não menos importante, políticas de motivação só se mostram efetivas quando a empresa está em permanente comunicação com seus colaboradores.

Assim, procure investir em endomarketing e comunicação corporativa. Uma boa ideia é utilizar meios digitais, como redes sociais, e-mail marketing e apps de comunicação.

Ficou claro como começar a implementar uma política que mantenha seus profissionais sempre engajados e produtivos?

Uma dica extra é contar com parceiros especializados: conheça a Sua Previdência Privada e saiba como podemos ajudar você! E se quiser ficar por dentro de outros conteúdos para otimizar o seu negócio e impulsionar a sua carreira, continue navegando no nosso blog!

About Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *