O que é PGBL?

Home / O que é PGBL?

O que é PGBL?

27/03/2020 | Previdência Privada | Nenhum comentário

Quem tem interesse na Previdência Privada irá se deparar, em suas pesquisas, com alguns termos e siglas que envolvem o título de longo prazo. Um deles é o PGBL, que, junto com o VGBL, formam as categorias de planos de Previdência Privada.

Mas afinal, o que significa a sigla? Entenda agora o que é e se é a melhor opção para você.

O que é PGBL?

O Plano Gerador de Benefícios Livres é um dos modelos oferecidos para quem busca pela previdência privada. Ele atua como uma previdência complementar, por isso é indicado para quem contribui para a Previdência Social e pretende ter uma renda acima da oferecida pelo INSS quando a aposentadoria chegar, somando os valores recebidos das duas previdências.

Para contratar, é preciso entrar em contato com instituições financeiras, como bancos, corretoras de valores e gestoras de recursos, e analisar todos os pontos necessários para entender as características dos planos de previdência privada de cada instituição, considerando taxas de administração, entrada e saída, rendimento oferecido e carências para resgate dos valores.

Para quem o PGBL é indicado?

Qualquer pessoa pode contratar um plano de PGBL. No entanto é preciso entender se esse modelo é o ideal para o seu perfil. Se o intuito for se aposentar daqui dez anos ou mais ou ainda planejar o futuro dos filhos que acabaram de nascer, pode ser uma boa alternativa por ter o seu resgate planejado a longo prazo.

O PGBL é uma boa opção para quem tem uma faixa de renda mais alta e faz a declaração de Imposto de Renda pelo formulário completo. Isso porque ele permite que sejam deduzidos até 12% da renda bruta declarada no imposto de renda. Por outro lado, o Imposto de Renda, cobrado no momento do resgate, incide sobre todo o valor aplicado, e não apenas sobre os rendimentos. 

Mas calma! Há a possibilidade de optar pelo tipo de tributação em que quanto mais tempo a previdência estiver ativa, menos impostos serão cobrados.

PGBL x VGBL

O PGBL é companheiro do VGBL nas modalidades de previdência privada oferecidas no mercado. Os dois oferecem um benefício em comum: em caso de morte do beneficiário, os valores são repassados aos herdeiros sem necessidade de inventário, deixando a família coberta em eventuais imprevistos.

No entanto, também há diferenças entre os planos. Enquanto o PGBL é indicado para quem possui mais bens e faz a declaração completa do IRPF, o VGBL é a opção para aqueles que não declaram ou fazem a declaração simplificada. 

Na hora de pagar os impostos, cada um possui a sua característica. Ao contrário do PGBL, o VGBL não permite dedução dos valores no IRPF, porém no momento do resgate há o pagamento de imposto apenas sobre o rendimento, enquanto no PGBL o imposto incide na mensalidade mais o rendimento. 

Como é feita a tributação no plano PGBL?

A tributação do PGBL é feita sobre a somatória do valor resgatado mais os rendimentos, mas é possível escolher se as alíquotas serão baseadas na tributação progressiva ou regressiva.

Na tabela progressiva, as alíquotas estão diretamente ligadas ao valor resgatado e as porcentagens se baseiam na tabela de impostos, como os retidos na fonte de pagamentos e aposentadorias. 

Já na tributação regressiva, as alíquotas se baseiam no tempo em que o plano está ativo. Quando mais tempo o plano acumular reserva, menor será o imposto pago durante o resgate. 

Quanto o PGBL rende?

O rendimento do PGBL depende de como o dinheiro dos participantes será aplicado. O administrador do plano aplicará os valores respeitando os limites de cada um, podendo ser aplicações de renda fixa, para os mais conservadores, ou ainda em renda variável, para quem tem o perfil mais agressivo. 

Na hora de contratar, é preciso conversar bem com o corretor do plano para entender qual é a expectativa de rendimento e onde o plano será aplicado, assim como a variedade da carteira de investimento. 

É preciso avaliar, também, quais os custos com taxas e impostos para fazer o melhor planejamento e evitar surpresas desagradáveis no futuro.

Saque do PGBL

Para resgatar os valores do PGBL é preciso respeitar o que foi descrito em contrato sobre carência e prazo para resgate.

Caso esteja no prazo ideal para retirada, os saques podem ser feitos de forma única, mensalmente por um período pré-estipulado ou ainda com pagamentos mensais de forma vitalícia. Tudo vai depender do que foi acordado ao fechar o contrato. 

É importante que o modo de resgate seja muito bem definido, pois isso vai determinar se o pagamento será feito apenas para o titular da conta ou para os herdeiros em caso de morte, se serão mensais por um certo período ou até o final da vida do cliente, e ainda se o prazo está ligado diretamente à idade do beneficiário. 

Isso vai nos outros itens a serem considerados, como o valor dos aportes ou ainda o tempo de contribuição necessário para a formação da reserva.

Agora você já sabe o que é PGBL. Para saber mais sobre outros detalhes da previdência privada, acesse nossos artigos.

About Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *