Metas familiares: como acertar na definição?

Home / Metas familiares: como acertar na definição?

Metas familiares

Traçar metas familiares pode ser o ponto de partida para a realização daquele projeto com o qual você e sua família sonham há tempo, mas nunca tiveram oportunidade de tirar do papel.

Como já dizia a famosa canção de Raul Seixas: sonho que se sonha só não passa disso. Para torná-lo real, nada melhor do que trabalhar em equipe, e se esse time for a sua própria família, as chances de alcançar o sucesso aumentam ainda mais.

O pontapé inicial para começar um projeto familiar você está dando agora, ao ler este conteúdo. Vá em frente e saiba como prosperar nesse sentido.

Metas familiares: o que são?

Embora possam em alguns contextos ser sinônimos, metas e objetivos são conceitos ligeiramente distintos. No nosso caso, as metas familiares referem-se a projetos mais específicos de realização em família.

Sendo assim, são incontáveis as possibilidades de fins a que você e seus familiares podem se dedicar. Veja exemplos:

  • Comprar um carro
  • Adquirir a casa própria
  • Fazer uma viagem
  • Pagar os estudos dos filhos
  • Um passeio em um fim de semana
  • Uma câmera fotográfica nova.

Como visto, uma meta não precisa ser, necessariamente, algo muito grande ou complexo de se conseguir. Quem define o que será atingido é você e os seus entes queridos.

Importância das metas familiares

Como bem observa o título da mais famosa obra de Gustavo Cerbasi, Casais Inteligentes Enriquecem Juntos. No livro, o autor desenvolve toda uma teoria em torno de uma ideia simples e verdadeira: os problemas de relacionamento, em muitos casos, começam em função de problemas financeiros.

Na maioria dos casos, só se resolve falar de questões envolvendo dinheiro e finanças quando a “bolha” já explodiu. E aí já não resta muito a ser feito. Assim, ter metas é a maneira mais inteligente para evitar o desgaste nas relações a dois ou em família, além de criar aproximação entre os membros.

Uma família que dialoga entre si e expõe claramente o que pensa e o que quer da vida, tende a ser mais próspera, porque todos cooperam para a felicidade dos outros. Para isso, as metas familiares representam a consolidação do núcleo familiar, que tende a se fortalecer cada vez mais.

Metas x futuro da família

Outro ponto essencial que ressalta ainda mais a importância das metas familiares é o fato de que elas pavimentam o caminho em direção ao futuro.

Pais responsáveis devem pensar desde sempre na segurança dos filhos e das gerações seguintes. Do pensamento à ação, as metas representam a materialização de projetos de curto e longo prazo. Ou seja, definir metas é responder como vai ser o futuro para que ações sejam determinadas agora.

Como definir metas familiares em 4 passos

A realização de um projeto demanda tempo e, por isso, requer uma certa dose de disciplina e autocontrole. Pode até parecer algo difícil, mas, com a prática, planejar em família é algo bastante prazeroso e educativo.

Afinal, é muito gratificante sentir que é possível tirar do papel nossas ideias, sonhos e aspirações, não é? E, em família, essa passa a ser uma possibilidade bem mais palpável.

Veja, a seguir, como definir metas e o que fazer para colocá-las em prática.

1. Determine objetivos comuns à família

Imagine que o filho caçula precisa de um aparelho ortodôntico, mas a família não tem uma folga no orçamento que permita custear o tratamento. Não seria melhor se todos da família se envolvessem e contribuíssem para alcançar um objetivo tão importante? Dessa forma, o problema de um passa a ser o de todos.

Esse é o ponto de partida ao definir metas familiares que envolvam a todos em sua realização.

2. Calcule o valor a alcançar

Uma vez que a família tenha uma meta, será hora de pegar a calculadora para saber o montante necessário para batê-la.

Se esse valor estiver dentro do orçamento e puder ser financiado com recursos próprios, ótimo, a questão estará resolvida. Mas se o valor exceder a capacidade de pagamento com a renda familiar disponível, então será preciso fazer modificações no orçamento.

É nesse momento que cada um deverá dar a sua contribuição em nome de uma causa maior.

3. Organize o orçamento mensal

Voltando ao exemplo do aparelho, vamos supor que a família precisará poupar R$ 1.000,00 por 12 meses. Nesse caso, a primeira medida que pode ser tomada é cortar gastos supérfluos.

Imaginemos que a família gaste cerca de R$ 250,00 mensais com pedidos de comida. Uma boa alternativa é eliminar a despesa e passar a fazer refeições mais caseiras. Dessa forma, ¼ do montante necessário já estaria garantido.

4. Controle e faça ajustes

Imprevistos acontecem o tempo todo e, por mais que nos esforcemos em nos organizar, na maioria das vezes eles nos pegam de surpresa. Dessa forma, as metas familiares deverão ser constantemente revisadas e reajustadas conforme a necessidade.

Com o tempo, você verá que pode até ser divertido traçar planos em família e realizá-los juntos. Aqui no blog Sua Previdência Privada, você fica sempre bem informado, com dicas e orientação para melhorar sua saúde financeira e ter uma vida mais tranquila e segura.

About Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *