Você sabe como declarar veículos no IR? Confira nosso passo a passo

Home / Você sabe como declarar veículos no IR? Confira nosso passo a passo

A declaração de Imposto de Renda possui diversos detalhes que merecem sua atenção para que você não caia na chamada malha fina. Entre eles, podemos destacar dúvidas sobre como declarar veículos, que funciona de uma forma diferenciada em relação aos demais itens, tal como imóveis e o salário. 

Com a crise gerada pela pandemia de Covid-19, o prazo foi estendido para 30 de junho de 2020, mas fique atento a detalhes que você precisa se adequar. Para te ajudar, elaboramos um guia como o passo a passo sobre como declarar veículos no seu IR. Confira!

Como declarar veículos no Imposto de Renda 2020?

Quem precisa declarar Imposto de Renda em 2020, e possui veículos motorizados, financiados ou quitados, faz consórcio ou vendeu seu automóvel no ano passado, deve informar tudo à Receita Federal. Por isso, é preciso estar atento a alguns detalhes importantes.  

Desde 2018, a Receita Federal vem pedindo informações mais detalhadas para evitar que o contribuinte omita bens e rendimentos. Além disso, a Receita exige mais dados para saber mais sobre as propriedades dos contribuintes e evitar fraudes.

No entanto, para declarar veículos, é preciso informar alguns dados específicos. Desde 2019, é obrigatório apresentar o número do Renavam, que é o Registro Nacional de Veículos Automotores e pode ser encontrado do documento do carro ou moto.

Saiba como declarar a sua previdência privada para o Imposto de Renda.

Passo a passo para declarar veículos

Para fazer essa declaração, você deve seguir os seguintes passos:

  1. Acesse o Programa da Receita Federal, desenvolvido para realização da declaração do Imposto de Renda (IR);
  2. Preencha na ficha “Bens e Direitos” os dados de seus veículos;
  3. Selecione código 21, correspondente a “veículo automotor terrestre: caminhão, automóvel, moto, etc”;
  4. Preencha o código do Brasil (105) e o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) do carro;
  5. No campo “Discriminação”, informe os dados do veículo como cor, marca, ano, modelo e sua situação.
  6. Se o automóvel declarado foi comprado antes de 2019, é preciso informar no campo “Situação em 31/12/2018”, o valor pago até essa data e, no campo “Situação em 31/12/2019”, o valor de R$ 0,00.

Uma dica para facilitar o preenchimento, é copiar as informações da declaração de Imposto de Renda feita em 2019, caso não houve nenhuma alteração. 

Os detalhes para veículos financiados e em transação

Além disso, o contribuinte que comprou ou vendeu um veículo no último ano, deverá detalhar o negócio no Imposto de Renda 2020. A transação deve ser declarada por meio da aba “Bens e Direitos”.

Existe uma discriminação específica para veículos terrestres e é preciso informar o valor de negócio, além de CPF ou CNPJ do comprador. Da mesma maneira, é preciso detalhar o modelo do veículo negociado. Se a compra foi feita por financiamento, o valor informado deve ser o da entrada e prestações que foram pagas até 31 de dezembro de 2019.

É importante ressaltar que o valor detalhado deve ser sempre o negociado e não o de mercado. 

Quem paga previdência privada precisa pagar INSS?

Passo a passo para declarar veículos financiados

O processo para declarar veículos financiados é muito parecido com o citado acima. 

  1. Acesse o Programa da Receita Federal, desenvolvido para realização da declaração do Imposto de Renda (IR);
  2. Preencha na ficha “Bens e Direitos” os dados de seus veículos;
  3. Selecione código 21, correspondente a “veículo automotor terrestre: caminhão, automóvel, moto, etc”;
  4. Na ficha “Bens e Direitos”, linha 21, preencha os dados do veículo;
  5. Preencha o código do Brasil (105) e o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) do carro;
  6. No campo “Discriminação”, informe os dados do vendedor (nome, CPF ou CNPJ). Também é preciso colocar quem financiou o veículo, número de parcelas, nome e CNPJ do banco;
  7. Deixe em branco o campo “Situação em 31/12/2018”, se ainda não tinha o veículo nessa data, ou repita o valor informado nesta data na declaração de 2019;
  8. Já no campo “Situação em 31/12/2019” , preencha com os valores efetivamente pagos até a data. Se começou a financiar o carro em 2018, some o valor das parcelas pagas em 2019.

Além disso, é importante lembrar que o financiamento do veículo não deve ser declarado em “Dívidas e ônus reais” porque a Receita orienta que ele deve ser informado no campo destinado ao bem até que ele seja quitado. 

As mudanças para 2020

A grande mudança na Declaração de Imposto de Renda de 2020 está no prazo de entrega. Devido à pandemia causada pelo Covid-19, o prazo foi estendido pela Receita Federal para 30 de junho de 2020.  

Já o cronograma dos lotes de restituição do Imposto de Renda 2020 ficou da seguinte forma:

  • 1º lote: 29 de maio;
  • 2º lote: 30 de junho;
  • 3º lote: 31 de julho;
  • 4º lote: 28 de agosto;
  • 5º lote: 30 de setembro;

Quem deve Declarar Imposto de Renda

Você sabe quem precisa declarar o Imposto de Renda em 2020? Devem fazer a declaração quem teve rendimento anual superior ao teto estabelecido pela Receita Federal. Em 2020, ele corresponde a uma remuneração de R$ 28.559,70, o que dá uma média de R$ 2.379,98 por mês.

Além disso, também precisa declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte em valor superior a R$ 40 mil. Também é obrigado quem, em 2019, realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros ou semelhantes. 

Dentro as pessoas que têm essa obrigação, também estão aquelas que trabalham em atividade rural e tiveram receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50. Ainda, os contribuintes que, até  31 de dezembro de 2019, possuíam bens ou direitos no valor total superior a R$ 300 mil. 

Em 2020, estão automaticamente isentas de Declarar o Imposto de Renda, pessoas que tiveram rendimentos abaixo de R$ 28.559,70 em 2019. Além disso, cidadãos com doenças graves ou com rendimentos relativos a aposentadoria, pensão ou reforma podem solicitar a isenção. 

Se você precisa declarar Imposto de Renda em 2020, é importante saber que deve fazer a declaração de veículos corretamente para não ter problemas com a Receita Federal. 

Acompanhe o nosso blog, para ficar por dentro de todas as informações sobre a declaração de Imposto de Renda. 

About Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *