Tenha controle financeiro pessoal em 9 dicas de mestre

Home / Tenha controle financeiro pessoal em 9 dicas de mestre

controle-financeiro-pessoal

Se para muitas pessoas essa é uma meta fácil de cumprir, para um considerável número de brasileiros, o controle financeiro pessoal é um grande desafio, que gera insegurança e preocupação.

Manter as contas em dia, poupar e prosperar são etapas que estão diretamente ligadas à saúde das finanças e, por isso, acabam sendo objetivos inalcançáveis para quem vive endividado.

Para tentar mudar um pouco esse cenário, buscamos os tópicos mais citados entre especialistas desse segmento econômico para reunir as 9 boas práticas a seguir.

Fique atento a cada uma dessas dicas e tenha como alvo trazer o controle financeiro pessoal para mais perto do seu dia a dia. Confira!

Conheça 9 dicas para fazer um controle financeiro pessoal

1)   Qual é a entrada de capital na sua vida?

Essa é uma pergunta aparentemente simples, mas, acredite, muitas vezes não temos o controle total da nossa própria renda.

Isso ocorre nos mais diversos tipos de realidade financeira – até mesmo com os assalariados. Em alguns casos, trabalhos extras ou bônus e benefícios podem representar outra realidade à noção do que seria o total do dinheiro que está disponível mensalmente.

2)   Quanto é o seu gasto?

É natural que, após uma reflexão sobre a entrada de capital em sua rotina financeira, seja o momento de pensar também na saída desses valores.

Escola das crianças, aluguel, despesas com o carro, compras no supermercado. É fundamental ter um olhar global sobre cada um desses itens.

De posse de um bom descritivo dos valores de quanto se ganha e quanto se gasta, o controle financeiro pessoal pode ser aplicado de forma mais concreta e transparente.

3)   Elimine as dívidas ou fuja delas

Valores mensais que se acumulam e trazem estresse e dificuldades nos rumos das contas de casa. Dívidas podem ser problemáticas quando feitas sem planejamento, com valores altos e prazos longos.

Sendo assim, o controle financeiro pessoal passa por este quesito: o de avaliação e planejamento de mecanismos para que esses valores sejam quitados.

Pode ser uma chance importante para mudar o seu mindset financeiro – saiba como fazer isso neste artigo.

4)   Mantenha os pés no chão sobre as suas finanças

O Brasil costuma ser citado como exemplo de país em que os cidadãos mais participam de sorteios e iniciativas como, por exemplo, os jogos da loteria. Isso mostra uma intenção muito marcante de enriquecimento rápido.

No entanto, é importante ser realista. A prosperidade financeira e o acúmulo de riquezas dificilmente chegam do dia para a noite – as chances de isso acontecer são semelhantes às difíceis estatísticas dos prêmios milionários das lotéricas.

Um ponto para ao menos começar a perseguir esse objetivo é o controle financeiro pessoal.

5)   Gaste dentro do limite do que ganha

Um salário de R$ 30 mil pode ser considerado alto e bem acima da realidade do cidadão brasileiro médio. É possível ter uma vida tranquila com esse valor mensal?

É bem provável que você tenha assentido com a cabeça ao ler a frase acima. Mas daí fica a pergunta: e se o seu gasto mensal é de R$ 35 mil? Compreende?

O controle financeiro pessoal prega exatamente isto – a possibilidade de que, com a sua renda, você consiga viver bem, sem ficar apertado o tempo todo em dívidas. Mesmo que seja com um salário mais baixo.

6)   É preciso mudar

Se o tanto que você recebe não está sendo suficiente para manter suas contas mensais, é preciso mudar.

A mudança de hábitos de consumo é saudável para facilitar eventuais dificuldades nas contas, reduzir as dívidas e proporcionar uma sobra no dinheiro e, principalmente, uma reserva de emergência para eventualidades.

Sem perceber, às vezes embutimos em nossa rotina uma série de atitudes que trazem gastos adicionais e que nem sempre representam algo indispensável.

Há um exemplo conhecido do trabalhador que tomava seu café da manhã diariamente em uma padaria, no balcão. Com o passar dos dias, percebeu que, ao comer em casa, conseguia organizar melhor o seu tempo e ter uma redução considerável nos valores.

Esse tipo de mudança de hábito faz parte de pontos positivos do controle financeiro pessoal.

7)   Utilize a tecnologia como aliada

Existem diversas plataformas disponíveis que integram recursos interessantes para o controle financeiro pessoal.

Os aplicativos costuma ser gratuitos (ou oferecer boa parte dos serviços de forma grátis) e passam a proporcionar novos recursos para a gestão do seu dinheiro.

As tabelas e planilhas são fundamentais para o controle desses valores. Aqui você consegue fazer o download de uma bastante completa, gratuitamente.

8)   Saiba separar seus gastos

O controle financeiro pessoal está diretamente ligado à organização. É fundamental saber qual parte dos seus gastos está sendo direcionada para qual segmento de sua vida.

Se você tem um negócio, sempre delimite qual verba é de uso pessoal e qual será a profissional. Trata-se de uma regra fundamental para a sobrevivência no mercado.

9)   Estude suas finanças

Conhecimento nunca é demais. Busque bibliografias, cursos, artigos e bons vídeos sobre finanças e controle financeiro pessoal.

Essa pesquisa certamente pode (e vai) trazer benefícios para a forma como você lida com o seu dinheiro.

Continue acompanhando o site Sua Previdência Privada para ter mais acesso a conteúdos exclusivos.

About Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *