Comprometimento organizacional: o que é e como alcançar na sua empresa

Home / Comprometimento organizacional: o que é e como alcançar na sua empresa

O comprometimento organizacional pode ser compreendido como uma escala de valor pela qual um profissional está envolvido com a causa de seu empregador.

De acordo com os resultados de uma pesquisa da consultoria Enfoque Pesquisa de Marketing, é um aspecto em que o mercado de trabalho brasileiro precisa melhorar muito.

Ela constatou que somente 3 em cada 10 trabalhadores no Brasil são comprometidos com as companhias onde trabalham.

Talvez esse baixo índice se explique pelo fato do comprometimento ser algo que precisa de tempo para se consolidar. Demanda confiança mútua, boa vontade e muito profissionalismo, algo que não surge da noite para o dia.

Descubra como ele se manifesta e o que fazer para aumentar o envolvimento dos colaboradores com o seu local de trabalho e o compromisso com os resultados do negócio.

Comprometimento organizacional: o que é?

Na esfera pessoal, estar comprometido significa assumir responsabilidades e receber de volta o mesmo cuidado e atenção.

Já na condição de colaborador ou gestor, essa postura se revela quando você evidencia que vê na empresa não só seu ganha-pão, mas uma causa que vale a pena abraçar.

Lembre-se da expressão “vestir a camisa”, tão usada no meio empresarial para designar o empregado que faz mais do que apenas a sua obrigação. É mais ou menos por aí.

Afinal, um colaborador efetivamente compromissado é necessariamente mais ativo, tende a encontrar mais soluções e costuma apresentar resultados acima da média. Sendo assim, comprometer-se é muito mais do que estar motivado

Para que serve o comprometimento organizacional?

Aumentar o comprometimento organizacional, portanto, deveria ser a prioridade de toda empresa, independentemente do porte e do segmento em que atue. Considerando os índices que vimos na introdução, é preciso admitir que há muito o que melhorar nesse sentido.

Esse processo de melhora, por sua vez, deve ser desencadeado pelas lideranças das organizações.

Veja que isso não significa apenas oferecer pacotes de benefícios, plano de carreira e aumentos salariais. Uma empresa que espera empregados comprometidos pode e deve ir além do óbvio e trabalhar firme para trazer seus colaboradores para o seu lado.

Isso porque o comprometimento se manifesta justamente nos momentos difíceis. Logo, um trabalhador nessa condição é sempre muito mais produtivo, entregando mais valor.

Esse é o grande objetivo ao estimular o comprometimento organizacional: fazer com que as pessoas se sintam valorizadas e, assim, retribuam em igual medida.

Tipos de comprometimento organizacional

Sem pretender esgotar o assunto, vamos conhecer agora quais são as cinco formas conhecidas de se manifestar essa importante qualidade:

Normativo

Esse comprometimento é baseado em algum débito que o colaborador tenha com a empresa. Sendo assim, ele tende a permanecer enquanto sentir que precisa dar uma retribuição material.

Comportamental

Já o comprometimento comportamental se evidencia de maneira mais espontânea. Sem qualquer cobrança ou pressão, o trabalhador que age pautado desse modo procura dar o exemplo e o melhor de si em tudo que faz.

Instrumental

Por sua vez, o comprometimento instrumental é orientado pela recompensa na forma de salário e benefícios, como plano de saúde. É o caso do colaborador que fica na empresa em função do retorno financeiro.

Sociológico

Em uma escala mais baixa, a maneira sociológica de se comprometer é sempre ditada por relações de dominação. Isso acontece, por exemplo, nos casos em que o vínculo dos trabalhadores com a empresa só se justifica pelo medo do desemprego.

Afetivo

Em contrapartida, o tipo afetivo de comprometimento é considerado ideal, porque por ele, os colaboradores sentem de todo o coração que pertencem à empresa. Seria, então, o estágio mais elevado em uma escala de compromisso.

Promova o comprometimento organizacional em 4 passos

Na sequência, entenda de que forma você pode começar desde já a engajar mais seus colaboradores com a empresa e obter deles o máximo de envolvimento com seus resultados e metas.

1. Estimule a cultura do feedback

Já ouviu falar na expressão “rádio peão”? Brincadeiras à parte, ela é usada quando a comunicação em uma empresa acontece mais nos bastidores do que de maneira aberta. Embora seja um fenômeno, até certo ponto, normal, quando se torna uma prática, tende a minar as relações e arruinar lideranças de forma muito rápida.

Para evitar esse cenário e aumentar o comprometimento, o melhor a se fazer é dar e receber feedbacks constantes e, sempre que possível, em tempo real.

2. Valorize os bons profissionais (sem esquecer dos demais)

Comprometimento é reciprocidade. Por isso, busque sempre evidenciar que valoriza os bons profissionais e que está atento às suas necessidades em todos os sentidos.

Para aqueles que estão alheios ou apresentando rendimento abaixo do esperado, o melhor a se fazer é dar a mão e mostrar possibilidades. Punição ou demissão, só em casos extremos ou quando não restar mais alternativas.

3. Invista no crescimento das pessoas

Uma característica do comprometimento é que, com o tempo, ele tende a crescer. Por isso, não deixe de investir no aperfeiçoamento dos seus profissionais. O retorno que eles darão fará valer a pena.

4. Valorize a transparência

Na linha da cultura do feedback, procure transmitir para as pessoas sob sua liderança que valoriza a transparência e o diálogo. Afinal, não há comprometimento onde não existe a confiança e o respeito mútuo, que só nascem quando se tem canais de comunicação sempre abertos.

Ficamos por aqui, esperando que seus colaboradores desenvolvam cada vez mais o comprometimento organizacional. Aproveite e continue a sua visita pelo blog Sua Previdência Privada para ler outros conteúdos edificantes.

About Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *