Como melhorar a vida financeira e se aproximar de seus sonhos

Home / Como melhorar a vida financeira e se aproximar de seus sonhos

Como melhorar a vida financeira, se a todo instante somos bombardeados com publicidade nos incentivando a gastar e a consumir? Ainda, de que forma ter dinheiro sempre disponível, considerando que, no Brasil, o hábito de poupar é tão pouco difundido?

Não existe uma resposta simples para essas questões. No entanto, é possível apontar alguns caminhos, a maioria ligado ao desenvolvimento pessoal. Vejamos, então, por onde começar a trilhá-lo nos tópicos abaixo.

Siga acompanhando!

Como melhorar a vida financeira em 6 passos

Um bom ponto de partida é entender que dinheiro e trabalho caminham juntos. É o que diz a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), que em 2019 constatou que 72,5% da renda média domiciliar per capita, no Brasil, vem do trabalho.

Portanto, a imagem até certo ponto hedonista, na qual o sucesso nas finanças está associado a uma vida de luxo e ostentação é um pouco equivocada. Afinal, sem trabalho, não há como custear as despesas básicas, tampouco lazer e diversão.

Confira, a seguir, o que fazer para ter uma relação mais saudável com o dinheiro e extrair dele o melhor que ele pode dar.

1. Seja mais produtivo

Já que trabalho e renda caminham juntos, o primeiro passo para aumentar os rendimentos é elevar a sua própria capacidade produtiva. Você pode fazer isso, basicamente, de duas formas: incrementar o valor pago pelo trabalho que já desempenha ou trabalhar mais no tempo que tem disponível.

Para o primeiro, a solução é investir em formação e em novas competências. Afinal, quanto mais estudo, maior o salário, como mostra os dados deste comparativo realizado pelo IBGE.

Porém, investir em formação leva tempo. Então, em certas situações, a única opção disponível é trabalhar mais.

Nesse caso, a saída é se organizar para realizar o máximo de atividades e tarefas no tempo que se tem. Uma forma de fazer isso é aplicar o método Pomodoro, por exemplo.

2. Desenvolva o autoconhecimento

Hábitos de consumo ruins podem minar as finanças. Esse é, inclusive, um problema de saúde reconhecido pelos médicos e tem até nome: Transtorno de Compras Compulsivas (TCC).

Segundo um artigo publicado no Jornal Brasileiro de Psicologia, esse problema está diretamente ligado a dificuldades financeiras.

Por sua vez, todo vício ou transtorno tem relação com o autoconhecimento pouco desenvolvido. Dessa forma, conhecer a si mesmo é a maneira mais segura, em longo prazo, para melhorar as finanças.

3. Poupe certo

Economizar não é sinônimo de avareza. Por isso, ao guardar dinheiro, hábitos como o velho cofrinho ou o ainda mais anacrônico colchão devem ser abolidos.

Busque guardar dinheiro na poupança, assim, o impacto da inflação pelo menos será minimizado.

4. Invista com sabedoria

O mesmo princípio se aplica na hora de investir. Não basta apenas aplicar no primeiro fundo de renda fixa e esperar as coisas acontecerem. Acima de tudo, procure conhecer a rentabilidade do fundo, os riscos associados e, não menos importante, os seus objetivos.

5. Planeje o futuro desde já

Enquanto estamos produtivos e trabalhando, nada parece nos preocupar. No entanto, é na melhor idade que vamos sentir o peso por não ter nos antecipado às questões econômicas.

Assim sendo, quanto antes você investir em uma renda mensal ou na formação de um patrimônio para uso futuro, mais seguro estará quando resolver se aposentar.

6. Tenha no dinheiro um meio, não um fim

Dinheiro não traz felicidade” – você concorda com isso? A verdade é que, sem dinheiro, é inevitável que surjam problemas e, dessa forma, não há como ser feliz.

Por outro lado, apenas ter dinheiro não garante a felicidade, afinal, o ser humano tem necessidades cuja satisfação não depende do fator monetário. Dessa forma, o melhor mesmo é ter nele um meio e não um fim por si só para ser feliz.

Razões para melhorar a vida financeira

De forma sucinta, veja quais razões você tem para pensar a partir de agora em como melhorar a vida financeira.

Para realizar metas e sonhos

Para quem não tem objetivos, qualquer coisa serve, não é mesmo? Por isso, vincular metas ao progresso econômico é essencial.

Pode ser fazer uma viagem, comprar um imóvel ou garantir uma aposentadoria mais tranquila, por exemplo. Afinal, não há meta em termos materiais que seja alcançada sem os recursos indispensáveis.

Para depender menos de dinheiro

Pode parecer um paradoxo dizer que finanças estáveis servem para reduzir nossa dependência de dinheiro, mas talvez seja essa sua principal razão de ser.

Isso porque não há como melhorar a vida financeira enquanto estamosconstantemente preocupados em ter renda suficiente para pagar as contas e custear as despesas básicas.

Em outras palavras: a liberdade só é possível quando nossa relação com o dinheiro deixa de ser de dependência e passa a ser pautada em escolhas.

Para ter mais tranquilidade no futuro

A insegurança financeira começa quando não sabemos de onde tirar o próprio sustento. Na melhor idade, as incertezas só podem ser eliminadas quando, desde cedo, pensamos no futuro.

Por isso, ao melhorar a sua vida financeira agora, você garante um amanhã mais tranquilo.

Aplique as dicas que você conheceu aqui e certamente suas finanças começarão a entrar nos eixos gradativamente. Continue lendo os conteúdos no blog Sua Previdência Privada para ficar sempre por dentro das melhores práticas financeiras pessoais.

About Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *