O que é a taxa CDI, como funciona e por que é importante saber

Home / O que é a taxa CDI, como funciona e por que é importante saber

CDI

Já imaginou a quantidade de situações que podem influenciar seus investimentos? O CDI (Certificado de Depósito Interbancário) é um caso desses, afinal é uma taxa que impacta nos rendimentos de investidores brasileiros, sendo uma referência utilizada como benchmark, isto é, uma meta de desempenho.

A taxa CDI é ligada a vários investimentos, então diversas aplicações a usam para comparativo de rendimento. Por isso, entender como essa taxa pode afetar o seu dinheiro é muito importante tanto para quem investe na previdência como em outros tipos de operações.

Conheça agora mesmo como funciona e como calcular a taxa CDI. Entenda também para que serve e qual é a relevância disso.

O que é a taxa CDI?

Criado na década de 1980, o CDI é a sigla de Certificado de Depósito Interbancário e quer dizer exatamente isto: transações entre bancos. Mas como assim?

O CDI é conhecido como uma taxa que está relacionada a essas transações interbancárias, ou seja, são títulos gerados apenas entre os bancos e são feitos por via de empréstimos.

Estes títulos são emitidos por instituições financeiras, e o objetivo é emprestar recursos para outra instituição financeira dentro de um curto prazo de tempo, geralmente de 1 dia útil.

Além disso, diversas aplicações possuem seus rendimentos comparados com a taxa CDI, então é possível encontrar termos relacionados a investimentos como “110% CDI”, “90% CDI”, entre outros.

Ainda nesse sentido, essa taxa serve como referência para investimentos de renda fixa, como CDB, LCI e LCA.

Como funciona essa taxa?

A taxa foi criada justamente para que o sistema continue funcionando e gerando estabilidade ao mercado financeiro.

Ela foi pensada pelo Banco Central (Bacen), com o objetivo de manter o equilíbrio financeiro entre bancos, de modo a impedir que fossem à falência, ou seja, por meio desse empréstimo interbancário essas instituições conseguem fechar o dia com o caixa positivo.

Então, as instituições que têm recursos em excesso no dia financiam as que estariam com caixa negativo, cobrindo seus excessos de saques para que os caixas fechem no positivo.

O CDI é uma garantia de pagamento desses empréstimos de um banco para outro. O dinheiro é devolvido ao emprestador, normalmente, no próximo dia útil, e já deve ser acrescido de juros CDI.

O valor do CDI hoje em abril de 2020 é de 3,65% ao ano, aproximadamente 0,30% ao mês.

O cálculo dessa taxa segue a média de todas as operações feitas entre os bancos. Desse modo, há variação diária, mas sempre consolidando a taxa mensalmente ou anualmente.

Qual é a diferença entre CDI e CDB?

O CDB é o Certificado de Depósito Bancário. Por causa disso, pode haver confusão com o CDI, já que a nomenclatura é semelhante.

Vale saber que o CDB também é um recurso de captação para bancos e instituições financeiras, então é um título emitido com o objetivo de vender para outras instituições e remunerar quem adquire.

O CDB é um investimento em que há um empréstimo do dinheiro do investidor para uma instituição financeira. Nesta troca, quem investe é pago com uma taxa de rentabilidade definida no momento da operação.

Para que isso ocorra, o banco emite um título CDB e define uma taxa de juros que será aplicada quando houver a devolução do dinheiro ao investidor.

Todo esse processo serve para a captação de recursos para investimentos do banco que emitiu o título, de modo que obtenha financiamento para suas atividades.

Então, a principal diferença entre o CDB e o CDI é que, enquanto no CDB o empréstimo é feito pelo investidor para o banco, no CDI o empréstimo ocorre apenas entre instituições bancárias.

Havendo empréstimo interbancário, é emitido um CDI; e no caso de empréstimo de clientes para bancos, a emissão é de CDB.

Além disso, ao emprestar dinheiro para o banco, o investidor pode ser remunerado pelo indicador do CDI e pode ter o resgate a qualquer momento ou apenas no vencimento acordado.

Qual é a relação entre a taxa Selic e o CDI?

A taxa Selic é muito importante para o sistema financeiro em geral, pois é a taxa básica de juros da economia, sendo utilizada no mercado interbancário. A sigla significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia.

Desse modo, a Selic é definida pelo sistema governamental sob comando do Banco Central do Brasil com o objetivo de controlar transações de compra, venda e emissão de títulos.

Enquanto a Selic está associada ao risco do governo, a taxa CDI tem o risco dos títulos privados pelo sistema interbancário. Nesse sentido, a Selic é a taxa básica da economia nacional e é usada como base para os juros pagos às instituições e aos investimentos emitidos pelos bancos.

Além disso, o valor do CDI é definido com base nos juros praticados em total relação com a taxa Selic Over, que é a taxa usada para empréstimos interbancários que tenha como garantia os títulos públicos comprados no Banco Central.

Dessa forma, portanto, os empréstimos são feitos à Selic e recebidos em CDI.

Por que é importante saber?

Embora o CDI não seja um título oferecido a pessoas físicas, mas apenas no sistema interbancário, ele pode afetar os investimentos por meio das taxas de juros.

O CDI é usado como base para investimentos de renda fixa e se vincula a esse mercado por essa razão, além de ser usado também para análises de rendimento de fundos. Se a rentabilidade for menor que o CDI, então o fundo não teve bom desempenho.

É por isso também que o CDI serve como benchmark para investimentos, no qual o desempenho da aplicação é comparado sempre com o CDI. Nesse sentido, investimentos como CDB, LCI, LCA e LC podem ser remunerados de acordo com o CDI.

Então, quando o CDI aumenta, os investimentos ficam mais rentáveis e vice-versa, de forma que é um indicador capaz de evidenciar ganhos com esses títulos.

Impactos na economia

Já os impactos na economia acontecem por meio das operações interbancárias que têm total relação com o sistema econômico.

Afinal, a elevação de saques, por exemplo, indica menos dinheiro nos bancos, por isso era comum que os bancos quebrassem antes da década de 1980 e da criação desse sistema.

Além disso, a taxa CDI e a taxa Selic são equiparadas de forma que uma alternativa não seja mais relevante que a outra à concessão de empréstimos tanto públicos quanto privados.

Ou seja, o CDI influencia a economia em geral e é impactado por ela, já que quanto maior for seu indicador, menor será a facilidade de acesso ao crédito.

Agora que você já entendeu como funciona o CDI e descobriu como ele atinge seus investimentos, já pensou em investir na sua aposentadoria?

Conheça os motivos para contratar um plano de previdência privada e invista melhor no seu futuro!

About Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *